O Portão de Brandenburgo, um ícone de Berlim e da Alemanha

O Portão de Brandenburgo, um ícone de Berlim e da Alemanha

O Portão de Brandenburgo é hoje um dos cartões postais mais conhecidos de Berlim e da Alemanha. Conheça um pouco da história desse ícone de Berlim.

Há alguns séculos atrás Berlim era cercada por muros e o Portão de Brandenburgo era um dos muitos portões que a então pequena cidade tinha. Está localizado na Pariser Platz, próximo do Palácio do Reichstag, prédio do parlamento da Alemanha.

A quadriga, a carruagem de duas rodas com quatro cavalos, foi colocada no topo do Portão em 1793 e era inicialmente conduzida por Eirene, a deusa grega da paz. Durante a ocupação de Berlim pelos franceses em 1806, Napoleão Bonaparte levou a quadriga para Paris, simbolizando o domínio francês sobre a Prússia.

Após a derrota de Napoleão em 1814, a quadriga retornou para Berlim. Mas foi modificada, recebendo uma águia pousada sobre a cruz de ferro, a condecoração militar prussiana. Além disso, o nome da deusa que dirige a carruagem mudou para Vitória, a deusa romana da vitória.

 

Mais que uma simples troca de deusa, parece ter ocorrido uma mudança de postura e objetivos. Como consequência, nos séculos XIX e XX, Alemanha e França estiveram envolvidas em três guerras violentíssimas, sempre em lados opostos: Guerra Franco-Prussiana, Primeira e Segunda Guerra Mundial. A Guerra-Franco Prussiana (1870 e 1871), menos conhecida, teve mais de 180 mil mortos, com mais de 225 mil feridos. Nas duas Grandes Guerras Mundiais o nível de violência e destruição foi só aumentando.

Hoje a situação é bem diferente e melhor. Tudo indica que a paz definitiva na Europa Ocidental foi assinada em 1957, quando Alemanha, França, Itália e os países do Benelux (Bélgica, Holanda e Luxemburgo) criaram a Comunidade Econômica Europeia (CEE), encerrando em definitivo o ciclo das guerras franco-germânicas. Esses países viram na integração a melhor, e talvez única, alternativa para conviver e competir com as novas potências surgidas após a Segunda Grande Guerra: Estados Unidos e União Soviética, hoje substituída pela China.

Na Segunda Guerra Mundial, o Portão de Brandenburgo foi danificado, sendo restaurado entre 2000 e 2002. Durante a existência do Muro de Berlim o Portão de Brandenburgo ficou inacessível, mas atualmente é o local de Berlim que mais atrai turistas e é considerado um símbolo da unificação alemã e da nova Europa.

 

 

Posts Relacionados